domingo, 13 de janeiro de 2019

José Gomes Ferreira, A MEMÓRIA DAS PALAVRAS (1965)

«Cuido não anda longe da verdade se afirmar que a minha Aventura Poética começou aí por volta de 1908, tinha eu os meus oito anos, no dia em que reparei (ou procedi como se reparasse) na existência das palavras, extraídas da vaza da algaraviada comum por homens estranhos, incumbidos da missão especial de dizerem o que mais ninguém ousava.» 

Sem comentários:

Publicar um comentário