domingo, 13 de janeiro de 2019

Fialho de Almeida, «Alexandre Herculano»


«Atmosfera pesada, nuvens cor de chumbo em barras pelo céu; e cada lufada de vento que sopra sem um suspiro sequer nas folhas do arvoredo cresta-me a cara como o hálito dum forno, e longamente parece rarefazer, no ar, o oxigénio indispensável à função dos meus pulmões.»  Figuras de Destaque (póst., 1923)

Sem comentários:

Publicar um comentário