domingo, 13 de janeiro de 2019

Conde de Ficalho, «Cartas do Campo» (1888)

«Os ricos e os elegantes foram para Sintra, ou para uma praia qualquer, continuar a vida de Lisboa: as carruagens conhecidas cruzam-se no passeio da tarde, como se cruzavam durante o inverno na Avenida; e à noite, as mesmas soirées reúnem as mesmas pessoas, com os mesmos flirts, e a mesma ponta de má língua -- que, no fim de contas, sempre é uma consolaçãozita na vida.» O Repórter, 4 de Setembro de 1888, Dispersos (póst. 1998)  (edição de João Forjaz Vieira)

Sem comentários:

Publicar um comentário